Especialista indica quatro atividades que podem ser praticadas por crianças

 

Por Gustavo Luz — Rio de Janeiro

 

“Treinador elege natação, ginástica futebol e corrida como ideais para os pequenos”.

Uma criança, normalmente, pode fazer qualquer atividade, desde que orientada por um profissional. Isso é importante para que ela progrida aos poucos, se divirta e, principalmente, aprenda a respeitar os tempos de descanso e adaptação.

Esportes interessantes para crianças:

 

  • Natação: já pode começar ainda bebê. Por ser realizada no meio aquático, gera adaptações interessantes na coordenação motora nesse meio, além de mexer com quase todos os músculos do corpo. Para quem mora no litoral e frequenta praias, saber nadar é até uma questão de segurança.
  • Futebol: geralmente é uma atividade de fácil acesso para os pequenos. E também é uma ótima forma de socializar com outras crianças. E, como outros esportes em equipe, é importante para a criança aprender a ganhar e perder.
  • Ginástica em geral: não podemos confundir a prática saudável da atividade com a ginástica da Daiane dos Santos ou do Diego Hypólito, eles são profissionais, é outra coisa. Ênfase no alongamento, socialização, ganho de confiança e no trabalho de força.
  • Corrida: também é pouco praticada por aqui nessa idade, existe uma lenda de que criança não pode treinar corrida, mas se você parar pra pensar, as crianças correm o tempo todo. Na minha equipe tem um menino de 12 anos que desde os 4 frequenta o treino com os pais. E de uns dois anos pra cá ele resolveu fazer da corrida a sua atividade principal. Treinos sempre na medida e ele já corre 5km em 24 minutos.

 

*As informações e opiniões emitidas neste texto são de inteira responsabilidade do autor, não correspondendo, necessariamente, ao ponto de vista do Globoesporte.com / EuAtleta.com.

É educador físico formado pela Estácio de Sá, treinador de corrida e triatlo desde 2006 e praticante há quase 20 anos. Diretor técnico da G-LUZ Top Team, vive atento a tudo que se refere à fisiologia do exercício. Também fala com conhecimento empírico de quem está sempre frequentando as competições (Foto: EuAtleta

 

É educador físico formado pela Estácio de Sá, treinador de corrida e triatlo desde 2006 e praticante há quase 20 anos. Diretor técnico da G-LUZ Top Team, vive atento a tudo que se refere à fisiologia do exercício. Também fala com conhecimento empírico de quem está sempre frequentando as competições

Fonte: EuAtleta

Deixe uma resposta